Avó Otília lançou com o neto Bernardo uma marca de sapatilhas feitas de canábis

Em maio de 2019, a Maria Otília de 77 anos juntou-se ao neto de 27 anos para desenvolver uma startup que produz sapatilhas modernas feitas a partir de canábis. Em 2018, Bernardo Carreira regressou de Londres, teve a ideia de criar um negócio própria e a avó revelou-se a parceira ideal, visto contar com mais de 50 anos de experiência na confeção têxtil.

Do ponto de vista ecológico, o componente principal do tecido que é feito a partir de uma fibra industrial da canábis tem inúmeras vantagens, uma vez que necessita de cinco vezes menos água do que se quisesse cultivar algodão. Além disso, não são necessários herbicidas nem pesticidas.

Para provar que o cânhamo é mais resistente que outras fibras, Bernardo explicou “Na verdade é tão resistente que o Henry Ford fez um carro de canábis na década de 50. Era tão forte que não amolgava nem quando lhe batiam com um machado”. Por outro lado, absorve o CO2 da atmosfera e purifica os solos e “há quem diga que pode ser plantado até 14 vezes no mesmo solo sem o danificar”.

A marca portuguesa 8000Kicks tem as primeiras palmilhas no Mundo feitas a partir de cânhamo e as suas solas são altamente flexíveis e leves. Têm um custo médio de 110 euros e estão disponíveis em duas cores: verde seco e preto.

You may also like...