Rúben Couto esteve cinco horas com o corpo de Beatriz Lebre

Beatriz Lebre morreu às mãos de Rúben Couto, um colega de Mestrado. O estudante assassinou a jovem e esteve cinco horas com o corpo na casa da vítima, em Marvila, em Lisboa.

Perguntou a Beatriz se podia ir lá a casa e ela respondeu afirmativamente. A partir dai, Rúben desligou o telefone e só o ligou quando chegou novamente ao seu imóvel.

Matou a jovem e durante cinco horas ficou com o corpo dentro de casa.  Nesse tempo, limpou o apartamento e de madrugada, pelas 3h00, saiu e atirou com o cadáver ao rio Tejo. O Correio da Manhã dá conta que entre a deslocação a casa da vítima, o homicídio e a chegada novamente à sua habitação demorou sete horas.

Nunca se arrependeu, confessou o crime justificando que o fez por ciúmes. Foram os pais do suspeito que o aconselharam a assumir o que fez. O corpo de Beatriz apareceu com marcas de vergastadas na zona da cabeça e cortes no pulso. De acordo com a publicação, a estudante de tudo fez para sobreviver.

 

You may also like...