Riscas, o javali adotado em Santarém que se tornou influencer no Instagram

Uma família adotou um javali em Ferreira do Zêzere, no distrito de Santarém, que rapidamente se tornou um fenómeno de popularidade no Instagram.

O Riscas, o seu nome, até já tem uma página de Instagram. Se muitos gostaram da ideia, outros denunciaram a família levando-a a emitir um comunicado.

Texto na íntegra e um dos vídeos: 

Bom dia,
Depois de ser publicado em notícias a existência do Riscas, muita coisa foi revelada…
Incluindo muitas pessoas que se identificam como protetoras dos animais, mas não atuam como tal!

Foram recebidas denúncias por ter aqui o javali, em ótimas condições e nunca forçado a nada! Na própria entrevista vê-se o animal solto sem qualquer tipo de trela ou algo que o force a andar atrás de mim.

Desde que o acolhemos, demos amor! Nada mais para além disso! Protegemos!
Graças a amigos, e aquilo que a legislação portuguesa obriga, decidimos legaliza-lo… E, devido a esta decisão não estou neste momento com uma multa em cima… Tudo porque tomei a decisão de cuidar de um animal selvagem!

Crítico aqui, novamente, aqueles que tanto querem defender os direitos dos animais, que acabam por não ter qualquer “respeito” por eles, e respetivos cuidadores! A tomada de decisão ao mostrar num jornal de notícias, foi mostrar o quão tudo é possível, o quão humano pode ser um animal.

Animal este que é selvagem, mas que se afeiçou a uma raça tão irracional muitas das vezes!
Ver o quanto a notícia cresceu, não nego que me deixou orgulhoso, fui vendo comentários negativos (fazem parte), mas nunca pensei que houvesse pessoas capazes de me denunciar!
E o problema não foi a notícia ter sido publicada, o problema são as pessoas! Não foi o facto das autoridades terem visto a noticia… O problema aqui foram as denúncias/queixas que houveram que obrigaram a autoridade atuar!

Neste momento, permaneço com o Riscas e sem multa, porque decidi legalizar com ajuda de amigos (coisa que não foi fácil, pedi ajuda a muitos outros que me negaram por medo), mas as coisas conseguiram se! Atualmente aguardo a resposta final do ICNF, para que eu e o Riscas tenhamos total liberdade!

Defendam os animais sim, procurem ajudá-los e defendê-los, não lixem quem o faz!
Cumprimentos.

Também é notícia: Enfermeira soube da morte do filho no hospital durante turno de trabalho

You may also like...