Relato emocionante do filho de Márcia “Começou a espumar da boca”

Esta quarta-feira, a madrasta e o pai de Valentina, Márcia e Sandro estiveram presentes no Tribunal de Leiria, onde são acusados de homicídio qualificado e profanação de cadáver. Junto das autoridades, o filho de Márcia deu o seu depoimento na altura do crime e a gravação foi ouvida no tribunal.

“Eu acordei de manhã e o Sandro estava a bater na Valentina. O Sandro estava a dar-lhe estalos com força, foram umas dez bofetadas. “Dizia que ela se portava mal e só dizia porcaria, ligou a água a ferver e meteu a menina lá dentro. A minha mãe foi lá para ele parar, ela caiu da banheira e bateu com a cabeça”, ouvia-se. O filho da madrasta de Valentina chorava compulsivamente ao recordar o seu depoimento e afirma que a mãe queria chamar o INEM, mas Sandro não deixou!

“A minha mãe chorava, tentava convencê-lo a chamar ajuda… a Valentina deixou de se mexer. Passadas algumas horas ela não se mexia, e depois começou a espumar pela boca. Passadas algumas horas ela não se mexia, e depois começou a espumar pela boca”, continua.

“Ele disse que era o pai da Valentina e mais tarde disse à minha mãe que tínhamos que levar o cadáver dela. A minha mãe vestiu-a. Puseram-na no carro e não sei para onde a levaram… Quando os vi na casa de banho pensei logo que fosse isso. Eu e a minha começamos a suplicar por ajuda… algo estava diferente… tapou-lhe a cara com o cobertor”, concluiu.

You may also like...