Quintino Aires é afastado da TVI por comentários homofóbicos e acusa canal de “censura”

Quintino Aires foi afastado do painel de comentadores do ‘Big Brother’ devido a comentários homofóbicos e reagiu em entrevista à Flash. 

“Nós vivemos num tempo em que estamos todos tristes com o que se está a passar no Afeganistão, com as mulheres a terem de cobrir o rosto. Acho que estamos todos incomodados com isso. Perceber que essa censura é semelhante em Portugal, com outro formato, claro, é muito chocante”, começou por dizer, garantindo que não foi contacto por ninguém da produção ou canal.

“Repare, eu fui comentar coisas ditas no domingo à noite, e só fui comentar na terça-feira à noite, de maneira que eu tive 48 horas para pensar cada palavra que queria dizer. Foi tudo tão pensado, tão refletido que aquilo que disse no programa digo outra vez, e continuo a dizê-lo“, explicou, referindo-se de seguida à marcha gay.

“Já disse muitas vezes na comunicação social: sinto vergonha de ver aquela marcha. E tenho direito de dizer isso, estamos num país democrático, tenho direito à minha opinião. Calha de eu ser homossexual, mas mesmo que eu não fosse homossexual poderia ainda assim dizer que achava aquela marcha uma vergonha”, disse ainda.

“É lamentável que se exija que as pessoas tenham todas a mesma opinião. Não sei em quê o facto de um homossexual não se reconhecer na marcha gay faz dele homofóbico, faz apenas dele alguém que não se identifica com aquela marcha. Ponto“, acrescentou. Quintino Aires garantiu ainda que Cristina Ferreira não está relacionada com o seu afastamento.

Também é notícia: Mulheres discutem em direto na Ribeira do Porto: “Estavas possuída”