Prisão preventiva para homem que matou Bruno Candé Marques

O homem que matou Bruno Candé Marques no último sábado, em Moscavide, vai ficar a aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva. 

A decisão foi conhecida esta segunda-feira e dá conta que o juízo de instrução do Tribunal de Loures decidiu aplicar a medida de coação mais grave. De acordo com a imprensa, o idoso não quis prestar declarações perante o juiz.

Porém, o Jornal de Notícias salienta que quando interrogado pela Polícia Judiciária (PJ), o arguido rejeitou que o ato tenha tido motivação racista e explicou o crime com desavenças a propósito de um incidente com a cadela da vítima.

(Re)veja o momento em que os populares impediram assassino de fugir:

You may also like...