Carta aberta aos governantes portugueses sobre os preços dos combustíveis viraliza na Internet

Carta aberta aos governantes portugueses sobre os preços dos combustíveis viraliza na Internet

Já não é novidade que a opinião publica relacionada com os preços dos combustíveis acusa o governo de praticar impostos excessivos e intoleráveis no que toca a combustíveis.

Também é sabido que muitas pessoas e empresas de camionagem aproveitam para encher os depósitos de combustível nos países vizinhos, isto já é uma pratica comum, principalmente quando se está perto de postos de combustíveis de Espanha.

O desabafo de um membro de administração de uma empresa de transportes em Portugal está a viralizar na Internet, isto porque em carta aberta ele acusa os governantes de “atirar areia” aos olhos dos portugueses.

Juntamente com o texto está uma foto, onde é bem visível uma remessa de camiões portugueses a atestar os depósitos em Espanha.

“Senhores governantes. No inicio do ano anunciam um descida penso eu de 3 cêntimos apenas sobre o imposto adicional da gasolina. Dias depois metem outro imposto, penso eu que seja sobre as emissões de carbono de 1,5 cêntimos sobre a gasolina e sobre o gasóleo (mais uma vez, penso eu porque a divulgação destas “coisas” não tem sido assim muito explicitas e concretas). Em suma e fazendo a soma dos dois, penso também que acabou por aumentar os impostos sobre os combustíveis, pois a soma da redução com o agravamento a meu ver é favorável ao estado e mais prejudicial para o gasóleo e cidadãos. Deixo um foto tirada recentemente em Espanha onde se pode ver num simples acto uns milhares de imposto a ficar no nosso pais vizinho quando antigamente era rigorosamente o contrário (eram os estrangeiros a atestar em Portugal, ainda sou do tempo em que a BP de Vilar formoso estava repleta de camiões espanhóis a abastecer).
Esta situação é pratica recorrente de todas as nossas frotas e questiono eu: Até quando irão atirar “areia para os olhos” aos nossos cidadãos e continuar a apostar numa política despesista baseada em consecutivos aumentos fiscais “camuflados”? Neste simples caso uma diminuição da carga fiscal poderia beneficiar todos os cidadãos e inclusive manter ou aumentar a receita fiscal.
Apenas uma nota: sou muito patriota, mas estes abastecimentos são efetuados não por capricho nem por procura de riqueza, é mesmo por uma questão de sobrevivência de um sector que está a trabalhar com margens nulas ou mesmo negativas.
Fica o desabafo e o assunto para reflexão. Bom fim de semana”.

Deixe um comentário