Polícia Judiciária apanha terroristas do Daesh em Lisboa

No dia 1 de setembro, a PJ identificou dois cidadãos estrangeiros que viviam em Lisboa e tinham ligações a atos de terrorismo cometidos no Iraque. Esta operação foi coordenada pelo Ministério Público e contou com a colaboração do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e as autoridades judiciárias iraquianas através da UNITAD-ONU.

Num comunicado lê-se “As provas recolhidas indiciam que estes dois indivíduos assumiram distintas posições na estrutura do ISIS / Da’esh, sendo os mesmos igualmente objeto de investigação por parte das competentes Autoridades Judiciárias iraquianas”.

Por outro lado, dizem que não foi apurado quaisquer “indícios de que tivessem cometido quaisquer crimes desta natureza em território nacional”. Alegadamente, eles pretendiam recrutar membros para a organização em Portugal e entraram em território nacional através de um pedido de asilo.