Pai da vítima de bullying no Seixal quebra o silêncio “Profunda mágoa”

Na Estrada Nacional 10-2 no Seixal, um jovem de 12 anos foi atropelado, após ser vítima de uma alegada prática de bullying por parte dos colegas da escola. Entretanto, para a RTP3, o seu pai mostrou “revolta” e “profunda mágoa”.

“Não houve, de modo algum, uma informação coerente… o que ficaria registado era que o miúdo tinha atravessado a estrada e que tinha acontecido aquilo [o atropelamento]”, afirma José Lemos.

Mas, após visualizar o vídeo na Internet, ele percebeu o que realmente se tinha passado e apresentou queixa na PSP. A queixa foi formalizada “para duas pessoas…quem filma e quem faz os atos”.

“Desde o momento em que aconteceu o episódio temos sempre duas vias a seguir: a primeira é aquela que nunca se deve fazer e que está no coração de toda a gente, não é preciso dizer mais. A segunda é aquilo que se deve fazer até ao final, que é a lei”, acrescenta.

You may also like...