O relato do filho de Márcia: “A minha mãe estava desesperada”

O filho de Márcia, irmão de afeto de Valentina, deu o seu depoimento às autoridades esta quarta-feira. O menino de 13 anos garantiu que a mãe estava desesperada.

“Eu acordei de manhã e o Sandro estava a bater na Valentina. O Sandro estava a dar-lhe estalos com força, foram umas dez bofetadas”, começou por contar o menino, conforme informa o Correio da Manhã.

“Dizia que ela se portava mal e só dizia porcaria, ligou a água a ferver e meteu a menina lá dentro”, continuou, enquanto a mãe chorava a ouvi-lo.

“A minha mãe foi lá para ele parar, ela caiu da banheira e bateu com a cabeça”, revelou, garantindo que a progenitora quis chamar o INEM, mas o marido não deixou e ameaçou-a.

“A minha mãe chorava, tentava convencê-lo a chamar ajuda… a Valentina deixou de se mexer. Passadas algumas horas ela não se mexia, e depois começou a espumar pela boca”, revelou.

“A minha mãe estava desesperada, o Sandro andava para trás e para frente e não sabia o que fazer, a minha irmã queria ir brincar para sala e o Sandro não deixou… Disse que Valentina estava a dormir”, explicou ainda, em lágrimas.

“Ele disse que era o pai da Valentina e mais tarde disse à minha mãe que tínhamos que levar o cadáver dela. A minha mãe vestiu-a. Puseram-na no carro e não sei para onde a levaram”, contou, revelando que a menina dormia sempre na sala.

De recordar que Sandro e Márcia, pai e madrasta de Valentina, estiveram esta quarta-feira no Tribunal de Leiria por estarem acusados de homicídio qualificado e profanação de cadáver da menina em maio de 2020.

Também é notícia: Restaurante em Lisboa volta a quebrar regras e faz festa com dezenas de pessoas

You may also like...