Menina que vivia acorrentada num campo de refugiados na Síria morreu

No passado dia 6 de maio, Nahla al-Othman de 6 anos perdeu a vida num acampamento de refugiados de Faraj Allah na província de Idlib, Síria. A criança apenas vivia com o pai, os irmãos e a madrasta, perdendo a vida com hepatite, sede e fome.

Para impedir que a menina andasse pelo acampamento, o pai decidiu acorrentá-la numa jaula. E, assim, foram os últimos tempos desta criança em condições de vida desumanas. Pedimos-lhe mais do que uma vez para a soltar e para não a meter numa jaula, mas recusou constantemente”, revelou o supervisor do acampamento, Hisham Ali Omar.

A sua trágica morte foi captada em fotografia e tornou-se viral na Internet, mostrando que milhões de crianças são “esquecidas” em acampamentos. “Estamos a falar de crianças que nascem em tendas, que se tornam um perigo após as primeiras chuvas… já se esqueceram como é a vida normal”, alerta Ahmad Bayram do grupo Save the Children.

Imagens captada minutos antes de morrer:

You may also like...