Menina com cancro reencontra-se com o pai após dois meses afastados

Mila Sneddon, de quatro anos, e o pai estiveram separados pela janela da cozinha durante dois meses. Isto porque a menina sofre de uma espécie de leucemia rara e está a ser sujeita a tratamentos de quimioterapia. Para a proteger, o progenitor esteve afastado durante várias semanas. 

O pai precisou de continuar a trabalhar e decidiu manter-se distante para a proteger da Covid-19. O homem acabou por deixar de trabalhar e esteve em isolamento um período até ter a certeza que não estava infetado.  Assim que lhe foi garantido que estava tudo bem, surpreendeu a filha e os dois ‘mataram’ as saudades  com um forte abraço.

Ora veja:

You may also like...