Mariana sobre assassinato de Diogo: “Nem em filmes eu vejo coisas assim e fiquei em pânico”

Depois de Maria Malveiro, é Mariana Fonseca quem está a falar em Tribunal. A jovem que está acusada  pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver, dois crimes de acessos ilegítimo, um de burla informática, roubo simples e uso de veículo.

A enfermeira começou por dizer que nunca tinha conhecido Diogo e foi a namorada quem falou nele. “Disse-me que ia prender uma pessoa que não tinha pais para a ameaçar e sacar dinheiro. Disse-lhe que não concordava. Disse-me que já tinha a ideia do que ia fazer dois dias antes do crime”, começou por dizer, conforme cita o Correio da Manhã.

“Eu arranjava ampolas de diazepan para ela dormir. No dia em que o Diogo faleceu meteu uma corda no carro. Senti-me obrigada a ir porque ele podia fazer-lhe mal. Fiquei no carro e ela foi lá para dentro. Passaram várias horas e ela veio cá fora. Depois eu entrei e já o vi no chão com uma cadeira partida. Ela estava em cima dele a fazer-lhe um golpe. Fiz compressões para ele reanimar e ele acordou”, revelou.

Garantiu que o plano não era matar o jovem, mas Maria voltou a apertar o pescoço a Diogo. “Ele deixou de respirar e entramos em pânico. Ela tinha a faca na mão e disse para lhe segurar a mão dele porque lhe ia cortar o indicador e polegar. Nem em filmes eu vejo coisas assim e fiquei em pânico”, admitiu.

Os dedos foram colocados num envelope e Maria pediu ajuda para colocar o corpo de Diogo numa cadeira com rodas. Colocaram de seguida o corpo na bagageira do carro dele. “Senti-me impotente porque não consegui que ela mudasse de ideias”, disse. Utilizaram os dedos para desbloquear o telemóvel e mandaram mensagens aos amigos dele para dar a ideia que ele tinha decidido ir embora.

“Ela disse-me que tinha cortado a cabeça, as mãos e as pernas e colocou tudo em carros diferentes. Uma noite fomos para Sagres e atirou uma parte do corpo, os telemóveis e os dedos da falésia. O carro dele ficou em Sagres. Voltámos para casa”, contou.

“Na minha esperança tola ainda pensei que ninguém iria procurar nada na minha casa, para não envolver a minha mãe e a minha irmã”, admitiu.

Também é notícia: (Vídeo) Cuidador de cães de Lady Gaga foi alvejado e animais roubados

You may also like...