Mãe de Rui Pedro não perde a esperança “Não queria morrer sem saber dele”

Numa entrevista de Manuel Luís Goucha a Filomena Teixeira, mãe de Rui Pedro cujo paradeiro continua desconhecido, ficou a saber-se alguns pormenores sobre o que sente ao fim de tantos anos. Se estiver vivo, Rui Pedro terá 34 anos!

“Foi uma montanha que se desmoronou sobre mim quando percebi que ele não estava em lado nenhum…Podem-me chamar louca, mas ainda não perdi a esperança de pelo menos saber o que aconteceu. Tenho dúvidas. Há alturas em que acho que está morto, mas há outras em que penso que está vivo e é isso que me alimenta, a esperança de um dia o encontrar.

É viver sempre com aquela ambivalência. Torturo-me a mim e à minha família toda. Tive quatro internamentos. No primeiro ia mais morta que viva, já nem conhecia a minha filha. Fui ao fundo do poço”, revela Filomena.

A mãe de Rui Pedro não perde a esperança. “O meu coração diz-me que tenho de continuar, que não posso desistir. Se desistir vou demonstrar às outras pessoas que têm filhos desaparecidos que se desiste de um filho como se desiste de um objeto. Um filho é nosso para sempre. Não queria morrer sem saber dele”, desabafa.

You may also like...