Mãe confessa que assassinou vizinho que abusou do filho mais novo “Não me arrependo”

Pela primeira vez, uma mulher condenada por ter assassinado o seu vizinho revelou o verdadeiro motivo da sua ação. Para a imprensa britânica, Sarah Sands matou Michael Pleasted de 77 anos e foi condenada a 7 anos e meio de prisão.

De acordo com a mulher, o homem terá abusado s1xualmente o seu filho mais novo. Durante o julgamento que ocorreu em 2015 ficou-se a saber que ele tinha 24 acusações de ofensas s1xuais contra si e, ao longo de três décadas, terá cometido vários crimes.

Fiz o que qualquer outra mãe teria feito, devido ao que ele fez ao meu filho Bradley, o meu menino. Não me orgulho do que fiz, mas pelo menos sei que ele não magoará mais ninguém. Não sou má pessoa, mas sei que fiz algo de mau. Nunca o neguei e fui punida pelo que fiz”, admite.

Além disso, confessa que pediu ajuda às autoridades locais quando descobriu que o seu vizinho era pedóf1lo e nunca obteve respostas. “Não me arrependo. Era uma mãe desesperada por proteger os meus filho”, assegura.

You may also like...