José Carlos Pereira falou sobre o seu vício “Não havia limites, éramos pagos para beber e sair”

Recentemente, José Carlos Pereira foi um dos convidados de Manuel Luís Goucha. Numa conversa intimista e comovente, o ator e médico revelou uma das fases mais negras da sua vida.

Durante as gravações da novela “Anjo Selvagem”, o ator admite “Ganhava muito dinheiro com a novela e com produções. Não havia limites, éramos pagos para beber e sair. Tentava aproveitar a vida ao máximo, todas as solicitações que houvesse, eu tentava aproveitá-las”.

Explicou de uma forma mais direta como iniciou o vício “Tem a ver com os fins de semana, escapatória ao trabalho. (…) Sair com os amigos, mais um copo com os amigos… Começou a descambar, cada vez mais. Comecei a cair ao estilo dominó. (…) Era uma vida de festa. É uma ideia errada do que é a felicidade, a sensação de prazer e ilusão de prazer”.

Brevemente será papá pela segunda vez e fez questão de realçar “Os meus pais lidaram com muita dor. Tenho a certeza de que sofreram muito. Um dia, disseram: ‘Não, não vou compactuar mais com isto”.

Atualmente, José Carlos Pereira encontrou estabilidade “Comecei a parar, a olhar para a vida para ver o que estava a perder. Deus foi-me mostrando. Deus ou o Universo”.

You may also like...