Treinador português falou do relacionamento com jogadores e lembrou Sir Alex Ferguson

José Mourinho, ex-treinador do Manchester United diz ser “demasiado jovem” para se reformar. Diz que o lugar dele é no futebol de topo e pede respeito. Em entrevista falou do momento que passou no antigo clube, bem como do relacionamento com alguns jogadores.

Quero treinar. Sou muito jovem, mas estou no mundo do futebol há muito tempo. Vou fazer 56 anos dentro de poucas semanas [no dia 26 de janeiro] e sou muito jovem para pensar em me reformar. Pertenço ao futebol de topo e é aí que voltarei”, disse.

 

Assim o cenário da reforma fica afastado por mais alguns anos. De lembrar que nas últimas semanas, o treinador português foi associado ao Benfica, Real Madrid e Inter de Milão. Sendo que apenas veio a público negar a possibilidade de treinar o Benfica.

Ao falar dos jogadores, e do relacionamento com estes, lembrou uma frase de Sir Alex Ferguson “No dia em que um jogador se torna mais importante que o clube, adeus”.

A estrutura de um clube deve proteger um treinador, fazer com que os jogadores sintam que tudo está em ordem e que não se sintam mais importantes do que eram antes.

Quando se fala de Guardiola ou Ancelotti, fala-se de um grupo ao qual eu também pertenço, de treinadores que venceram por longos períodos. Onde estão os jovens com um impacto real em termos de resultados? Onde eles estão?

 

You may also like...