Rapariga de 22 anos serve de “isco” para atrair rapper Mota Jr a armadilha mortal

Em maio de 2020, o rapper Mota Jr foi encontrado sem vida em Sesimbra, após ter estado 2 meses desaparecido. Alegadamente, uma jovem de 22 anos foi o “isco” para captar a atenção do rapper português.

Sob suspeita do homicídio de David Mota, Catarina junta-se a Édi Barreiros, João Pedro e Fábio Martins. Após ganhar a confiança de Mota Jr, os restantes membros agrediram e roubaram-lhe todo o ouro.

A família do rapper sempre desconfiou de Catarina, uma vez que ela fugiu do local, sem pedir auxílio. Agora, o Ministério Público de Sintra está a acusá-los de matarem o rapper português.

You may also like...