Idoso espera duas horas sentado para tirar a vida a genro que maltratava a filha

Idoso espera duas horas sentado para tirar a vida a genro que maltratava a filha

Manuel Açoriano fez justiça pelas próprias mãos aos 90 anos em Torres Vedras. O caso ganha contornos insólitos, pois ele esperou duas horas pelo genro. Tanto a vítima como o condenado viviam na casa onde era recorrente os maus tratos.

O dono da moradia tirou a vida ao genro, tendo de seguida barricado no seu interior. O ato ocorreu a 6 de julho, António Veríssimo tinha 60 anos de idade, sendo que os sogros nunca lhe perdoaram as investidas contra a filha, que, entretanto, pôs termo à própria vida.

 

Manuel já por várias vezes teria ameaçado António, e desta cumpriu com as promessas. Preparou a caçadeira, sentou-se no banco à entrada de casa e esperou duas horas. À chegada do genro, nada disse, disparou duas vezes, acertando no peito.

Manuel voltou a sentar-se, e esperou pelos militares da GNR, com a caçadeira nas mãos. Depois confessou o que fez.

 

Deixe um comentário