HOMICÍDIO: filha e genro confessam que mataram a professora do Montijo

HOMICÍDIO: filha e genro confessam que mataram a professora do Montijo

Na madrugada de sexta-feira, a professora do Montijo de 59 anos foi encontrada morta em Pegões. A filha e o genro (Iana Fialho e Iuri Mata) confessaram o crime e já foram detidos pela Polícia Judiciária. A professora terá sido agredida com um martelo e, posteriormente, drogada e queimada.

A mãe de Iuria afirma “O meu filho foi coagido por ela. Nunca na vida ele teria pensado em tanta barbaridade. É impensável. Eu criei o meu filho, eu conheço-o… Ele não era a mesma pessoa. Ele não é o monstro que as notícias estão a pintar.

Ela [Amélia Fialho] disse-me: ‘Orlanda tenho uma grande adoração pelo seu filho. Se alguma coisa me acontecer não é culpa do Iuri’”.

Deixe um comentário