Gritos de Kathryn Mayorga “gritei NÃÃÃÃÃO vezes sem conta e implorei-te para parares”

Gritos de Kathryn Mayorga “gritei NÃÃÃÃÃO vezes sem conta e implorei-te para parares”

A carta de Kathryn Mayorga descreve o momento em que, alegadamente, a jovem foi violada por Cristiano Ronaldo numa suíte de um hotel em Los Angeles no ano 2009.

“Gritei NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃÃÃÃÃO vezes sem conta e implorei-te para parares. Atacaste-me por trás com um rosário branco ao pescoço!! O que é que Deus pensaria daquilo!!! O que é que Deus pensaria de ti!!!”. Depois acrescentou: “Espero que te apercebas daquilo que me fizeste e que tenhas aprendido com este erro terrível!! Não roubes a vida de outra mulher como roubaste a minha!! Não quero saber do teu dinheiro, isso era a última coisa que eu queria!! Queria justiça! Não existe mesmo justiça neste caso”, dizia a carta.

Deixe um comentário