GNR quebra o silêncio e garante que festa em Alter do Chão não era proíbida

Foram seis dias de festa em Alter de Chão com queixas dos vizinhos à mistura. Depois de ter sido tornado público que as autoridades não impediram a continuação do casamento, a GNR defendeu-se. 

Segundo o Correio da Manhã, o Comando Geral da GNR esclareceu que a festa que juntou mais de 50 pessoas ao longo de uma semana em Alter do Chão estava enquadrada “nas disposições aplicáveis no período de Natal”, altura em não “existiram restrições à circulação entre concelhos, nem o dever geral de recolhimento”.

“Na atuação da Guarda não foi considerado necessário o reforço de meios de níveis de intervenção superiores”, continuam, explicando que não era um casamento como a imprensa avançou, mas sim um comemoração de Natal. De recordar que a festa começou no dia 21 de dezembro e terminou no dia 27.

Veja mais em: GNR não consegue “travar” festa de casamento que dura há 6 dias em Alter do Chão

You may also like...