Wilson Teixeira recusa dinheiro

Ele foi comentador do Big Brother, mas recusou ser remunerado e mais, atacou Cristina Ferreira, dizendo mesmo que ela “vai continuar a fazer um programa de m***a”. Segundo o próprio, alguém ligado à produção do BB ou ao canal, pediu-lhe o recibo verde referente à sua prestação como comentador do programa.

Partilhou a sua resposta nas redes sociais “Estou há mais de um ano desempregado… por causa da pandemia, o futebol parou e o meu contrato acabou por não ser renovado. Confesso que esses 80 euros até podiam dar jeito, mas mais importante do que o dinheiro, para mim está a minha dignidade. Por isso, o que te peço é que façam esse pagamento para a conta da Cristina Ferreira e que o mesmo seja a minha forma de agradecimento por tudo o que ela fez e continua a fazer”.

 

Os seguidores não estavam a perceber o intuito da publicação e este veio esclarecer. “Há uma coisa que se chama dignidade. Sabem o que é isso? E a dignidade do Wilson é tão simples quanto isto: Não é por 80 euros, nem que fossem 1000. Quando falham comigo em termos de palavra, quando dizem ‘vamos fazer uma coisa’ e depois fazem outra, quando vejo pessoas que são preconceituosas, tipo Gisela João, que têm rótulos e preconceitos e estragam a vida às pessoas só porque decidiram num dia participar num reality show e a partir dali são menosprezadas… As pessoas têm de entender”.

Eu não rejeito os 80 euros por causa do recibo verde. Rejeito para que a Cristina continue a dar esse dinheiro a quem precisa de esmolas, a quem se vende, a quem precisa de ter uma opinião vendida ou comprada, eu não sou assim. Sou aquele tipo de gajo que não vende a opinião”.

As pessoas não se podem esquecer que foi o ‘Big Brother’ e os reality shows que fizeram da TVI um canal. Dizem que são programas de m*rda, mas toda a gente vê. Ela nunca vai ter as audiências que eu tive nos programas onde trabalhei com a Teresa Guilherme, com quem fiz reality shows”.

Ela que faça usufruto dos 80 euros. Olha, que vá comprar uns frangos, que só deu 15 euros aos outros para ir comprar frangos [referindo-se a Toy na estreia de “Cristina ComVida”] porque vai continuar a fazer programas de m*rda, a dar protagonismo a pessoas de m*rda e a continuar a esquecer-se de onde é que ela veio. Ela começou como apresentadora de um reality show”, concluiu…

 

You may also like...