São Marino em Itália está a estudar medidas para quem se recusar ser vacinado contra a Covid-19

Se está a pensar recusar ser vacinado contra a Covid-19, saiba que está em estudo uma proposta para ser aplicada a cobrança do tratamento em caso de vir a ficar infetado com a doença, pelo menos em São Marino, Itália!

Assim, quem rejeitar a toma da vacina, vai ter que pagar o tratamento à doença. Uma possibilidade que está a ser estudada pelo Governo de São Marino, e que foi divulgada pelo secretário de Estado da Saúde, Roberto Ciavatta.

 

Claro que a proposta não afetará todos os que são impossibilitados de serem vacinados (por motivos de saúde ou outras limitações). “Se alguém escolher não tomar, em vez de fazer parte da categoria de cidadãos excluídos, por exemplo pessoas alérgicas, deverá pagar pelo tratamento”, disse.

Acredita-se que outros governos possam estar a pensar tomar medidas idênticas, devido ao esforço financeiro que está a ser feito para trazer as vacinas.

 

You may also like...