Sandrina vai ser operada “Sofro muito”

Tenho o peito muito grande para a minha altura. É muito pesado e está a prejudicar a minha coluna”, revelou a ex-concorrente do Big Brother 2020. Depois de ter participado no reality show da TVI está feliz por ter regressado á sua realidade. Aos 22 anos, regressou a Moura, onde vive com os pais e o irmão, estando a planear o seu futuro.

E depois a revelação à Nova Gente “Não é por questões estéticas, é mesmo por problemas de saúde. Quando fui chamada para o Big Brother, estava na fase de avaliação e eu quero agora acabar o que comecei. Tenho o peito muito grande para a minha altura. É muito pesado e está a prejudicar a minha coluna. É mesmo uma questão de saúde”, disse, tendo o processo sido iniciado num hospital público, ainda antes de entrar na Casa Mais Vigiada do País.

 

O lado psicológico também conta… pois sofre de alguns problemas de autoestima. “Eu posso emagrecer, mas o peito está sempre lá. Não perde volume e isso é claro que me afeta”.

Sobre a sua participação no programa da TVI, diz ter ficado surpreendida por os seus maiores fãs serem crianças e que isso se deve às brincadeiras que fez dentro da casa.

Contou ter sofrido de bullying por ser de etnia cigana “O meu pai é de etnia cigana e, por isso, [os colegas de escola] começaram a pôr-me de lado. Havia brincadeiras, punham-me de lado. Uma altura trancaram-me na casa de banho e disseram-me de tudo. Quase me meteram a cabeça dentro da sanita. Começaram a dizer que eu devia morrer. Houve alturas que muita gente disse: ‘Dás-me este dinheiro, nós não te fazemos isso’. Tirei dinheiro à minha mãe, mas nunca contei”.

Mais tarde, começou a frequentar uma psicóloga. Foi quando tentou o suicídio. «Tomei muitos comprimidos. Foi a pior coisa: O que é que estou a fazer à minha vida?», questionou-se na altura.

 

You may also like...