Rosa Grilo e amante condenados a 25 anos de prisão

Julgamento chegou ao fim e os homicidas de Luís Grilo, a mulher, Rosa Grilo e o amante desta, António Joaquim, acabaram condenados à pena máxima de prisão em Portugal, 25 anos! o caso remonta a julho de 2018, nas Cachoeiras, em Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa.

Numa primeira instância, Rosa Grilo foi condenada a 25 anos de prisão e António absolvido do crime. Mas o caso foi para o supremo, após a defesa da arguida ter recorrido da decisão de setembro de 2020.

 

Agora, a decisão do supremo é igual à do Tribunal da Relação de Lisboa, em que este refere não ter dúvidas sobre a decisão, uma vez que os arguidos se limitaram a reiterar a generalidade das críticas, nomeadamente o erro na apreciação da prova, rejeitando assim a hipótese de repetição do julgamento.

 

You may also like...