Ricardo Ribeiro tentou matar-se

Infância difícil levou Ricardo Ribeiro, fadista, a pensar pôr termo à sua vida, diz ele que aos 13 anos tentou mesmo o suicídio! A revelação surpreendeu Goucha durante o programa “Conta-me”. Ricardo, recordou, com tristeza, a sua infância difícil.

Não posso falar em felicidade. Nessa altura não a conheci […]. Foi uma infância dura. Nasci num bairro típico de Lisboa na Ajuda. Os meus pais eram pessoas muito humildes e simples. Tive uma infância de alguma maneira dura. Os meus pais separaram-se muito cedo. Passei um bocadinho […]. A minha infância não foi fácil”, referindo-se à separação dos pais, a mãe com problemas de saúde, que não aceitou a separação… “Enfim à partes que eu já esqueci, porque como sofri bastante há coisas que apaguei da memória”.

 

Recordou depois a tentativa de suicídio e o sonho de ser padre… “Como eu tinha problemas, uma tentativa de suicídio… Porque passei um bocadinho…. A vida não era agradável…o meu pai já cá não está, não vou explanar essas coisas… e então como estava tão saturado… Estive muito mal. A partir daí fiz algumas coisas que não devia ter feito e o meu pai pôs-me num colégio diocesano interno. Foi a melhor coisa que ele fez, porque conheci lá um homem maravilhoso, um padre que mudou a minha vida, porque era um homem de uma sabedoria, delicadeza e sensibilidade… uma coisa extraordinária. O Sr. Padre Manuel Alves”.

Agora, faz outra leitura sobre a educação que recebeu “As pessoas são aquilo que podem ser e aquilo que conseguem ser. O meu pai era um grande homem, era uma pessoa extremamente inteligente e que me ensinou muita coisa. Só que, enfim, não soube lidar com as coisas de outra maneira, não foi capaz de ver as coisas e de lidar com as situações de uma outra maneira. Jamais o posso condenar por isso”.

 

You may also like...