Raquel Tavares e o “motivo” forte porque deixou o fado

Contou a Rui Unas que deixou o fado por um motivo forte, abandono que ocorreu no início de 2020, mas que ao fim de um mês estava na SIC como apresentadora. Agora falou do motivo forte, mas apenas pede respeito pela sua decisão!

Em conversa no programa Maluco Beleza, confessou o motivo que a fez deixar o fado… o tema surgiu devido a um seguidor a ter questionado se tinha fugido dos palcos por não gostar de ser figura pública e agora estar a trabalhar na televisão.

 

Ao que ela diz que está cansada, que já tem algum desgaste por estar sempre a ser alvo da mesma pergunta… “Reservo-me o direito de não responder, porque …. na altura certa, provavelmente o farei”.

Eu tenho um motivo, é meu, é pessoal e é da minha vida que se trata. Eu não ofendi ninguém, não ataquei ninguém, não cometi nenhum crime, não faltei com ninguém, não usei ninguém. É da minha vida que estamos a falar. Eu compreendo uma coisa que está na lei, que é a dúvida razoável. E a dúvida razoável eu compreendo e tento colocar-me no lugar de quem me ouviu e de quem não entendeu. Não aceito é a ofensa, o ódio gratuito”, disse.

Revelou ainda que o afastamento da música não se deveu ao declínio da sua carreira, nem por questões financeiras. “Eu tinha um percurso profissional de 28 anos na música e bem-sucedido. Para ganhar em televisão o que ganhava num concerto, tenho de trabalhar três meses! Não estava acabada e tinha um disco para sair”.

Agora pede respeito pela sua vida… “O meu percurso artístico estava a correr muito bem, os últimos cinco anos foram de muito sucesso. Eu, única e exclusivamente, não estava feliz. O resto só a mim me diz respeito. Por favor, não questionem com tanta agressividade, com tanto juízo de valor”.

Nunca tinha feito ficção, mas os convites surgiram ao longo dos anos várias vezes. Eu nunca pude aceitar, porque a condição de ser-se fadista é muito quadrada. Ainda há algum preconceito e estigmatiza. Uma fadista tem de ser aquela senhora polida, com uma postura recatada… Que disparate, não é nada! É tudo mentira! Não tem de ser. Durante algum tempo, não fiz nada da vida porque não podia”, falou sobre a sua aventura como apresentadora.

Nunca imaginei estar onde estou. Nunca imaginei estar num programa da manhã ou num programa de seis horas em direto. Não sabia como é que se fazia. Mas estou a aceitar sem grandes expetativas ou sem grandes planos”, pois há contas para pagar…

 

You may also like...