Professora morre com hemorragia cerebral após tomar vacina da AstraZeneca

Autoridades espanholas vão investigar a morte da professora de 43 anos de idade, que deixa uma mãe de dois filhos. A mulher tinha tomado a primeira dose da vacina da AstraZeneca a 3 de março e nesse mesmo dia deslocou-se ao hospital com cefaleias e mal-estar geral.

Os médicos atribuíram esse mal-estar aos efeitos secundários da vacina, mas 10 dias depois, regressou ao hospital, onde lhe foi diagnosticada uma hemorragia no crânio. Ainda tentar controlar com cirurgia, mas descobriram que estava com um edema no cérebro. Acabou por falecer.

 

A docente não tinha patologia conhecidas. E é o primeiro caso de morte relacionado com a vacina em Espanha. Estando agora em investigação.

 

You may also like...