Incêndio na Pampilhosa da Serra descontrolado

Mudanças repentinas do vento atiçaram ainda mais as chamas, que pareciam controladas. A preocupação dos bombeiros é proteger as casas que se encontram do outro lado do monte. O fogo começou pelas 13h00 e estão no terreno 14 meios aéreos e mais de 400 bombeiros.

Uma estrada foi já cortada. Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, José Brito, disse que o combate ao fogo “está ainda muito complicado”, uma vez que o vento “está a levantar-se com grande intensidade”.

 

O incêndio deflagrou numa área “densamente povoada de pinheiro”, prosseguiu o autarca, acrescentando que “é mais uma perda enorme para o concelho”, mas “não há povoações em perigo”.

O Comando Territorial da GNR de Coimbra explicou que o troço da estrada municipal 546 entre Janeiro de Baixo e Janeiro de Cima está cortado devido ao fogo.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra, em declarações à agência Lusa, às 14:35, disse não haver habitações em perigo e explicou que estão a ser mobilizados mais meios para o local.

 

You may also like...