Militar da GNR agredido em Lagoa ao tentar terminar festa

Chamado ao local onde decorria festa ilegal, devido ao Estado de Emergência, um militar da GNR acabou ferido por pai e filho, que o agrediram com uma garrafa! O militar, com 28 anos de idade, acabou agredido com uma garrafa na cabeça quando tentava acabar com uma festa brasileira em Carvoeira, Lagoa!

As autoridades foram chamadas devido ao ruído, e quando tentaram entrar na casa onde decorria a festa, foi agredido. A vítima teve que receber cuidados no hospital, e os agressores foram detidos e foram presentes a tribunal, tendo depois sido libertados!

 

Ao CM, António Barreira, da Associação Profissional da Guarda referiu que “foi o Estado português que foi agredido e este caso envergonha todos os portugueses. São necessárias medidas mais dissuasoras para que não aumente o sentimento de impunidade“.

 

You may also like...