Marco Paulo mentiu? Afinal não teve cancro no colon

Durante a emissão de 23 de setembro do Alô Portugal da SIC, Marco Paulo revelou ter andado estes anos todos a mentir, nomeadamente sobre o cancro de que padeceu em 1996, que disse ter sido do cólon, mas afinal é mentira…

“Só houve uma coisa que falei na primeira vez, toda a gente pensou que eu tinha cancro no cólon, mas não era, era outro. Era outra coisa que não posso dizer, não me sinto confortável. Também já está lá para trás. Este é diferente, eu quero alertar os homens, porque o cancro da mama para os homens não se fala muito”, disse. Tendo justificado que não se sente confortável em falar dessa fase, nem do tipo de cancro que era e por isso continuou com a mentira…

E continuou… “A primeira vez foi muito mais complicada que esta última. Foi terrível em tudo, a minha preocupação não foram os caracóis, foi salvar a minha vida. Eu sabia o que era cancro, mas não sabia o que era ter cancro. Eu tinha estado anos antes numa festa de crianças numa unidade de oncologia, e eu fiquei a pensar como é que era possível aquelas criancinhas já estarem a sofrer, fez me um bocado de confusão”.

“A mensagem que o meu compadre me dá à saída da CUF depois de fazer análises, tratamentos, biópsias, foi a dizer-me que me ia dar uma notícia muito desagradável, disse-me que tinha um cancro e que tínhamos de ir a casa buscar roupas para ser operado dentro de poucos dias. Chorei, chorei, depois comecei a lembrar-me das crianças, aquelas crianças que há pouco tempo estive a cantar para elas”.

Falou ainda da primeira vez em que fez quimioterapia… “primeira vez fiz quimio muito forte, nem parecia eu, uma vez a minha mãe chegou aqui a casa e nem parecia eu, mas ela não sabia nada, só soube quando me viu careca, e aí eu disse tenho uma doença muito grave, se calhar vou morrer, davam-me 3 meses de vida e ela começou a chorar”.