Júlia Pinheiro indignada, levanta a voz

Em conversa com Ricardo Silvestre, comandante dos Bombeiros Voluntários de Sintra, Júlia Pinheiro deixou um “Grito de revolta” pela forma como se tem processado a vacinação da Covid-19 em Portugal por parte de alguns profissionais de entidades públicas!

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Sintra disse que iria ter a difícil tarefa em escolher as pessoas a dar a vacina da Covid-19 em primeiro lugar. Tendo Júlia manifestado a sua indignação para com a polémica da vacinação em Portugal, que têm vacinado amigos e conhecidos, sem ter em conta os critérios de prioridade.

 

Estou muito zangada, estou profundamente indignada com aquilo que tem vindo a ser divulgado em relação às vacinas e à forma pouco ética e para lá de reprovável.

As vacinas são um bem de saúde pública, para aqueles que precisam de mais cuidados. A ideia de que existem pequenos poderes em Portugal que fazem com que pessoas que têm a possibilidade de fazer escolhas para uma lista de prioritários para serem vacinados e que o façam em benefício de si próprios e das suas relações é para mim absolutamente abjeto. É moralmente degradante”.

 

You may also like...