Guarda-Chuva da FAP gera discórdia

A ANS considera que problemas como assistência na doença e medidas mais atrativas à profissão são mais urgentes que um guarda-chuva para militares da Força Aérea! “Uma medida absolutamente deslocada do foco”.

Foi assim que Lima Coelho reagiu aos guarda-chuvas que custam 12 euros… sem direito a comparticipação! Lima Coelho considera que problemas como a “assistência na doença”, “medidas mais atrativas” à profissão e as “promoções” são “muito mais urgentes”.

 

Assim, os militares podem adquirir esta peça para “aquando do uso do uniforme nº 1 ou nº 2, e desde que o militar não esteja enquadrado em cerimónias ou formaturas”.

 

 

You may also like...