Estes concelhos voltam para trás no desconfinamento

António Costa deu a conhecer na quinta-feira quais as próximas fases do desconfinamento e quais os concelhos que avançam, e os que não avançam e mesmo alguns que recuam nas medidas!

Segundo o Governo, há 4 concelhos que têm mais de 240 casos por 100 mil habitantes, e por isso vão recuar nas regras de desconfinamento, regressando à fase anterior, são eles: Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior! Estes 4 concelhos vão encerrar a partir de segunda-feira, 19 de abril, os seguintes setores: ginásios, museus, galerias de artes e espaços semelhantes, tal como as lojas, entretanto, abertas voltam a poder funcionar apenas com a venda ao postigo e também as esplanadas voltam a fechar.

 

E alertou que “Dessas exceções não faz parte nem ir às compras a outro concelho, nem ir ao restaurante a outro concelho”. Ainda assim, escolas voltam ao ensino presencial pois as “medidas relativas ao sistema educativo serão sempre medidas de âmbito nacional”.

Há ainda 7 concelhos acima dos 120 casos por 100 mil habitantes e que vão manter a segunda fase de desconfinamento: Alandroal, Albufeira, Beja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela. 

Há ainda 13 concelhos em alerta pois têm que controlar a pandemia no seu território nos próximos 15 dias. Sendo eles: Aljezur, Almeirim, Barrancos, Mêda, Miranda do Corvo, Miranda do Douro, Olhão, Paredes, Penalva do Castelo, Resende, Valongo,  Vila Franca de Xira e Vila Nova de Famalicão. 

A estes 13 concelhos aquilo que desejamos é tenham uma evolução positiva e que daqui a 15 dias possam prosseguir na próxima etapa de desconfinamento”, disse Costa.

 

 

 

You may also like...