Conceição Queiroz atacada em direto

Ficou tudo gravado! Durante um direto para a TVI24, Conceição Queiroz foi atacada e insultada por um casal, agora explicou tudo o que aconteceu. A jornalista estava numa rua de Lisboa a tentar perceber como estava a ser o desconfinamento, quando acabou insultada por uma mulher.

Primeiro questionou uma transeunte sobre o regresso à “normalidade”, com a mulher a provocar a jornalista, tendo esta avisado que estavam a trabalhar. Os insultos continuaram, com Conceição Queiroz a reagir “Ficamos por aqui neste direto, porque as pessoas também se exaltam de alguma maneira. Só para dizer que estas medidas foram implementadas neste quarto desconfinamento…

 

Mas a agressor interrompeu e Conceição teve mesmo que afastar a mulher, tendo o direto passado para o estúdio.

Conceição explicou o que se passou, naquele que era o sexto ou sétimo direto do dia. “Aquela senhora estava acompanhada por um senhor. Estavam ali a assistir aos vários diretos que eu tinha feito. Eu aproximei-me e perguntei-lhes como estava a ser o desconfinamento. Ele respondeu: ‘Está a ser uma merd*”.

Foi então que me afastei, porque aquele tipo de linguagem não é admissível, muito menos em televisão, e fui falar com outras pessoas. Ela veio ter comigo e insultou-me. Disse-me que eu não servia para nada, que não servia para estar em televisão, que eu era uma rata, para eu ir trabalhar para as obras. Levou-me às memórias dos meus 15 anos, quando um professor me disse que eu não ia ser ninguém na vida”.

Conceição agiu contra a mulher, por esta se ter aproximado demasiado. “Ela veio para cima de mim. Estamos em pandemia, não a queria junto a mim. Ela levou-me quase ao limite”.

Depois, com as câmaras já em off, a mulher ficou mais agressiva. “Gritava ‘eu mato-te’. O companheiro agarrou-a, mas mais tarde foi ele quem acabou por ameaçar o meu colega, o repórter de imagem, porque pensava que ele estava a filmá-lo. Tive de ser eu a interromper aquela escalada de discussão e a avisar que a câmara estava voltada para mim. Acabámos por meter o equipamento no carro e sair dali”.

É para falar a verdade, não é? Eu sou a única negra com destaque na TV portuguesa. Sou uma voz destemida. Saio em defesa da comunidade africana. Isto é uma raiva”, disse.

 

You may also like...