Carina e marido perseguidos após morte de jovem

Uma mãe que viu o filho morrer no local onde a jovem e a família da concorrente do programa da TVI tinham a sua roulotte anda a “perseguir” Carina. Pois acredita que eles tiveram culpa na morte do rapaz!

A história data a 2018, em que o jovem de 23 anos faleceu na EN108, em Gondomar, onde Carina e a família tinham a sua roulotte. Diz o marido de Carina que desde aí que é perseguida pela mãe do jovem. Rui diz que “Aquela senhora desgraçou-nos a vida toda”.

 

Segundo parece, o jovem seguia de mota, na EN108, quando um carro que vinha em direção contrária, virou à esquerda para a roulotte de Carina e do marido, tendo a vítima ido contra o carro. Não resistiu aos ferimentos.

A mão do jovem disse que tudo faria para que mais ninguém perdesse a vida ali. “Não quero a cabeça de ninguém (…). Perder um filho desta forma trágica é como ter uma lâmina a cortar-nos o corpo e que nos deixa a sangrar sem parar”, revelou.

Um ano depois, mudaram a roulotte de local, pois após uma investigação concluíram que estaria ilegal “A mãe, a dona Ana Soares, começou com represálias e achou que a culpa era nossa. Tínhamos a rulote Zé Manel há 30 anos na EN108 e naquele terreno privado há dez, e acabámos por ter de sair dali por causa deste caso”, revelou o marido de Carina.

Perderam clientes, um ano complicado, Carina engravidou, e a senhora continuaram a persegui-los… agora no novo local.

Eles nunca foram acusados, mas a mãe do jovem que morreu continuava a fazer queixa na GNR. “Pressionava-nos e fomos perseguidos pela senhora. Nunca fizemos queixas porque não queremos entrar em conflito. Já pensei em fazer queixa dessa senhora, por perseguição, pois continua a incomodar-nos no local onde estamos agora, com queixas na GNR e continua a tirar-nos fotografias”.

 

You may also like...