Ângela Ferreira já pode ter um filho do falecido marido

Após uma dura batalha de 8 meses, Ângela Ferreira, de 33 anos, já pode ser mãe de um filho do falecido marido. O tão desejado filho vai surgir através de procriação médica assistida, depois de uma alteração à lei portuguesa, que já foi promulgada pela Assembleia da República!

Assim a jovem pode avançar para a inseminação artificial com esperma do falecido marido. Ângela fez o apelo, e lançou uma petição em fevereiro de 2020 e quase um ano depois da morte do marido, Hugo, por cancro, vai cumprir o desejo dos dois, ter um filho em comum!

 

O esperma encontra-se congelado, tendo Hugo deixado uma declaração em que consentia que a mulher engravidasse dele, mesmo após a sua morte. Agora, tudo será possível!

 

You may also like...