COVID-19: Vacina russa tem efeitos secundários

De acordo com o Presidente da Rússia, a “Sputnik V” é a primeira vacina do Mundo registada contra a Covid-19. Vladimir Putin anuncia a sua “eficiência” e diz que permite uma “imunidade estável”.

Mas, segundo documentos oficiais partilhados pela Fotanka, a “Sputnik V” foi testada em 38 pessoas e causa alguns efeitos secundários como febre, dores e inchaço. Com apenas 42 dias de investigação, alegadamente a sua eficiência é desconhecida.

Além disso, quem recebeu a vacina também de queixa de falta de apetite, diarreia, cansaço físico, garganta dorida, dores de cabeça e congestão nasal. Até ao momento, cerca de 20 países já encomendaram esta vacina.

You may also like...