Condenado a prisão perpétua por violar criança em cenário de extrema violência

Um homem foi condenado a prisão perpétua, esta quarta-feira, por ter violado uma menina de 7 anos numa casa de banho de um clube de dança, na Austrália. Acabou por ser detido depois de ser confrontado por um homem que estava a ajudar a família da vítima a procurá-la.

O homem, de 56 anos, esmurrou a criança e, com a ameaça de uma faca, arrastou-a até à casa de banho. Depois, amarrou uma corda à volta do pescoço da menina, amarrou-lhe as mãos e colocou papel higiénico na boca para esta não conseguir chamar ajuda.

De seguida, violou-a durante 40 minutos enquanto filmava o ato.  Quanto estava a sair do local, foi confrontado por outro homem que estava a ajudar a família da menina a procurá-la. Estava com os calções com vestígios de sangue e disse à autoridade que se tinha estado a drogar e foi atacado pelo homem.

Esta quarta-feira, o tribunal decidiu que o homem vai ficar até ao resto da sua vida na prisão. Embora, adianta o Correio da Manhã, pode não viver mais de cinco anos uma vez que se encontra com cancro.

You may also like...