Carolina Deslandes desabafa “Quem não morre de Covid-19, irá morrer de fome”

Desde a pandemia de Covid-19, Carolina Deslandes viu os seus rendimentos diminuírem drasticamente. Sem eventos promocionais nem concertos, a cantor portuguesa marcou presença no Campo Pequeno em Lisboa para defender o setor.

“Quem não morre de covid irá morrer de fome. Os poucos concertos marcados são cancelados, adiados ou mandados abaixo. A fragilidade do nosso setor foi revelada e estamos numa queda sem rede onde aterrar”, desabafa.

Carolina Deslandes ainda se mostrou triste e assustada “Técnicos, músicos, roadies, agentes, todos abandonados e sem respostas. Se isto se mantiver eles vão abandonar as suas profissões ou as suas vidas”.

You may also like...