Devemos bater palmas após uma aterragem?

Devemos bater palmas após uma aterragem?

Um piloto sempre que faz uma aterragem bem-sucedida é sinal que teve sucesso. Mas será que este deve ser aplaudido sempre que a faz? É que ter uma aterragem menos boa, acaba por ser desconfortável.

Não há como negar que a maioria do trabalho durante um voo é feita pelo piloto automático. Num voo regular, o piloto automático faz cerca de 90 por cento do voo”. É que apenas a descolagem e a aterragem são controladas pelo piloto.

 

Joe D’Eon, ex-piloto, diz “Se quiser dizer algo simpático a um piloto quando está a sair do avião, diga ‘boa aterragem!’. Nós gostamos de ouvir isso por parte dos passageiros”.

E como funciona a aterragem? Depois de fazer todos os cálculos em relação à sua velocidade (muito rápido – mau; muito lento – mau) e altitude, é altura do «flare» (quando o avião deixa a trajetória de descida e passa a voar rente à pista em linha reta, sem motor), que é o mais importante.

A manobra de aterragem começa com o flare. As técnicas variam, mas geralmente, quando o avião está em flare, o piloto aponta o nariz um pouco para cima enquanto começa a reduzir a força. Subir o nariz reduz a taxa de descida, permitindo que aterre de forma ligeira na pista. O flare é uma manobra difícil e que os pilotos continuam a ir refinando ao longo de suas carreiras”.

Mas devemos bater palmas numa aterragem bem-sucedida? Ora, é sempre apreciado.

 

Deixe um comentário